Quando as palavras curam

 

Fico tão feliz quando as pessoas me escrevem depois de lerem um post meu. Normalmente eu escrevo sobre coisas do cotidiano e acho que as pessoas acabam se identificando com algumas coisas. Como não tenho a pretensão de me tornar escritora, eu escrevo contando sobre as experiências engraçadas que acontecem comigo, compartilho sobre Deus e minha família, e as vezes compartilho também meus devocionais pessoais. Mas, eu não tinha idéia de como textos simples como os meus poderiam atingir pessoas e as impactá-las.

Essa semana uma leitora me escreveu dizendo que acompanha meu Blog há anos e não vê a hora da próxima postagem. Reclamou um pouco dizendo que eu demoro muito entre uma postagem e outra mas eu recebi isso como um elogio e agradeci. Porém, não entendendo o porque do Blog ter chamado a atenção dela, resolvi perguntar. E, para minha surpresa, a resposta dela me surpreendeu:

“Kelen, suas palavras são tão sinceras que eu não tenho mais medo de ser eu mesma.” (D.S.) 

Eu congelei quando li. Meu Deus! Depois de ler essa resposta tão linda, eu realmente tive que parar para refletir sobre o que eu estava fazendo porque não tinha idéia do quanto isso poderia atingir as pessoas.

A minha intenção quando comecei a escrever este Blog foi para registrar meus pensamentos em um lugar onde eu também pudesse compartilhar com as pessoas. Comecei a escrever de uma maneira simples, do meu jeito, sabe? Como se fosse um diário.

Quando sento para escrever, as vezes parece que meus dedinhos são bem mais rápidos do que os pensamentos ou, no mínimo, eles caminham na mesma velocidade. Eu não faço esboço dos textos porque quando começo a escrever, escrevo direto do meu coração. É até terapêutico! Mas eu não tinha idéia que meus textos pudessem trazer algum tipo de cura para alguém.

“As palavras dessa leitora trouxeram cura para mim.”

Sabe, um pouco antes de apertar o botão para postar qualquer que seja o texto, vem aquele medo. Medo de não agradar quem vai ler, de ser rejeitada, de ser criticada. Um pouco antes de apertar o botão “Publicar”, você sabe que seu texto vai para a internet e todo mundo vai poder ler. Dá um frio na barriga e vem aquele pensamento “Por que eu estou compartilhando isso?”, “Que bobagem a minha!”

Bem, essa semana eu re-aprendi, pela milésima vez:

“Deus usa as coisas simples da nossa vida para abençoar a vida de outras pessoas. Minha vida, sendo ela imperfeita e incompleta, pode ser usada nas mãos do Senhor porque Ele é perfeito.”

– Kelen Franco

Que eu seja constantemente curada dos meus medos enquanto escrevo. Que você seja curado enquanto lê. Que Deus seja glorificado em todas as coisas.

A você, meu querido leitor, meus agradecimentos.

A Deus, meu querido Pai, o meu louvor.

Deus te abençoe.

Anúncios