Eu tive depressão

sad-womanHá dois anos eu estava muito estranha. Sem ânimo para acordar. Sem sono para dormir. Calada o tempo todo e com rompantes que deixaram minha família de cabelo em pé. Eu estava doente mas não tinha percebido. Continuava meus afazeres mas tudo era muito difícil. Cumprir horários, tarefas, comer, vestir, sorrir. Eu ficava horas parada, olhando para o nada, em um ciclo de pensamentos ruins. Apesar de não ter parado com  meus devocionais e orações diários, meu corpo estava gritando para que eu parasse com tudo e, quimicamente, eu estava precisando de cuidados.

Eu nem preciso dizer o quanto foi chocante para mim ouvir meu médico homeopata dizendo que eu precisaria tomar um anti-depressivo, além da homeopatia. Aquilo foi um choque para mim. Eu? Mas como assim? Na minha mente pensei: “Mas eu sou cristã. Como fui adoecer desse jeito?” Como se tivéssemos controle sobre quando ficamos doentes.

Para aqueles que me conhecessem, eu sou uma pessoa alegre. Desligada, esquecida mas alegre, contente e grata. Acho que a espontaneidade é a marca mais singular que Deus colocou em mim. Eu sou tímida e para esconder a timidez, as vezes, falo pelos cotovelos. Mas, eu não estava mais assim. Eu estava sempre em silêncio. Havia me perdido nos pensamentos. Questionamentos.  E isso só me trazia dor.

Depois que sai do médico com a receita do remédio em mãos, descobri que eu era uma baita preconceituosa com relação à Depressão. Eu achava que se alguém era cristão, não era possível ter depressão.Que depressão é ‘coisa de gente que não tem o que fazer’. Eu não via a depressão como uma doença. E, para a minha surpresa, muitos amigos cristãos também não vem. Muitos foram preconceituosos comigo e tiveram uma reação negativa sobre como eu estava, questionaram minha liderança e minha fé. Me senti muito mal. Me senti julgada e abandonada pelos “irmãos” que, andando lado a lado comigo, me tratavam como se eu fosse um peso morto.

Eu nunca dizia que eu estava com depressão. Mas as vezes meu marido compartilhava com alguém, pedindo oração. E logo depois eu era surpreendida no corredor da igreja: “Eu não sabia que você estava com depressão. Você parece tão bem o tempo todo!” Bem, pessoas com depressão geralmente escondem seus sintomas por causa do estigma associado à doença, e comigo não foi diferente. Ainda mais na igreja, sendo esposa de pastor, as pessoas não queriam conversar sobre isso comigo. Algumas fingiam que não sabiam e eu sentia muita vergonha. Por isso, me isolava para não ter que falar sobre isso.

Então, aqui estão duas dicas para você que tem um amigo com depressão ou está com depressão e se sente envergonhado.

1. DEPRESSÃO NÃO É UMA ESCOLHA

Eu queria ficar bem. Havia dias que eu acordava eu pensava: “Chega, Kelen! Levanta da cama! Chega de moleza!” Mas não era o comando mental que faltava. Eu não estava daquele jeito porque era preguiçosa e nem porque estava orando pouco. 

Descobri a duras penas que depressão não é uma falha de caráter, nem falta de fé e nem disfunção emocional. Pedir a si mesmo ou a alguém para não ficar deprimido é o mesmo que pedir a alguém que levou um tiro parar de sangrar. Depressão não é uma escolha. É uma doença que precisa de cuidados. Só isso.

2. DEPRESSÃO NÃO É PECADO

Eu ficava tentando encontrar respostas do por que eu estava doente: “Deus, o que foi que eu fiz de errado?” Eu me culpava por estar fazendo a família sofrer, eu queria resolver logo… e sozinha porque achava que Deus havia me abandonado.

Bem, alguns pecados podem sim levar à depressão. Mas a depressão em si, não é um castigo de Deus por um pecado que você cometeu. Se a depressão for tratada como um pecado ou algo sem solução, a pessoa com depressão, que já está sofrendo, pode ser alienada do grupo e adoecer ainda mais.

Não trate alguém que está com depressão como se tivesse uma doença contagiosa, pois essa doença não é. Não a trate como alguém que só precisa de oração. Deus pode curá-la sim, somente com uma oração, mas no momento a parte química é que está com problemas, não a espiritual. Ela precisa de orações… e de remédios.

3. DEPRESSÃO TEM CURA

As vezes tenho recaídas de tristeza. Minha avó faleceu essa semana e eu chorei muito, meu coração ficou apertado mas não fiquei deprimida. Já não tenho mais aquela doença horrorosa chamada Depressão.

Sei que Cristo veio para curar os doentes. Sei que Ele tem poder e pode nos curar de toda e qualquer doença, seja ela física, emocional ou espiritual.

EU FIZ 5 COISAS

  • Eu orei e dediquei meu corpo a Cristo, mais uma vez para que Ele tomasse conta da minha vida e da minha saúde.
  • Tomei os remédios e comecei a me alimentar melhor.
  • Comecei a fazer caminhadas de agradecimento. Enquanto caminhava, fazendo exercícios, eu tinha meu tempo de gratidão a Deus. Primeiro agradecia pelo sol, pelas árvores, pelas flores, pássaros. Tudo que estava à minha vista. Depois agradecia pelo Seu infinito amor e cuidados, pela salvação em Cristo Jesus, pela família e amigos. Agradecia por tudo o que não podia ver.
  • Em quarto, me ajudou muito ter amigos e irmãos que oraram por mim, me encorajaram e não me abandonaram. Pessoas que, apesar de saber que eu não estava produtiva, não desacreditaram de mim.
  • Escrevi meu testemunho para que se tornasse público. Quero contar o Jesus fez por mim. Toda gratidão a Cristo, pelas maravilhas que Ele tem feito. Os planos dEle são perfeitos e por isso, compartilho o que Ele fez por mim para que você seja abençoado, em nome de Jesus.

Senhor meu Deus! Quantas maravilhas tens feito! Não se pode relatar os planos que preparaste para nós! Eu queria proclamá-los e anunciá-los, mas são por demais numerosos! Salmos 40:5

Jesus segurou na minha mão e pode segurar na sua.

Se você está com Depressão ou tem um amigo ou familiar doente e quiser conversar, me escreva: kelenfranco@capeladagraca.com.br 

Anúncios

2 comentários em “Eu tive depressão

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s