Publicado em Artigo, Dose de Hoje

Por que não?

Por que nãoTenho dois filhos. Luiza com 16 anos e David de 6. Somos uma família em que a base do nosso relacionamento é a conversa. Nós conversamos muito e conversamos sobre tudo. Quando estamos juntos fazemos perguntas, contamos histórias, falamos sobre o dia a dia. Nossa família gosta muito de falar e todos têm seus momentos, até mesmo o Davizinho, de 6 anos. Acredite, ele ama conversar!

Uma das coisas que o relacionamento entre nossa família produziu em nós foi a confiança que temos uns nos outros. Prezamos por sempre falar a verdade, mesmo que ela seja difícil. E, estamos aprendendo, dia após dia, a melhorar na arte de falar a verdade em amor. É realmente uma arte falar a verdade. Precisamos escolher sempre a verdade que traz cura e não a verdade que traz destruição.

Quando Luiza ou Davizinho me pedem algo, há sempre uma conversa sobre o pedido. Se respondemos sim, a explicação quase que não é necessária. O fato de concordar com o pedido já lhe garante 100% de aval. Mas, se optamos por responder um não, já vem um “Por que não?” (ensinamos nossos filhos a pensar e eles são bem questionadores… ainda bem!) Um não sem uma explicação para eles não é o suficiente. E que acho que a maioria dos filhos tendem a dar uma pressionada para conferir se os pais vão ficar firmes no não.

Para todos nós, sejam crianças ou adultos, quando ouvimos um não, logo se começa uma contra-argumentação. A paciência pode ser testada durante uma argumentação e a arte de falar a verdade em amor pode ser testada também. Os pontos de vista, as impressões e opiniões são dadas. E, apesar da conversa ser a base de um relacionamento, quando a resposta é não, o relacionamento pode ficar abalado momentaneamente.

Quando recebemos um não vindo de uma pessoa que nos ama, a decisão mais sábia é  escolher confiar. Isso requer treino, não reagimos assim normalmente. É preciso que sejamos lembrados e ensinados, de novo e de novo.

Aqui em casa, antes de darmos a resposta, perguntamos:

– Você confia em mim, não é?

– Sim.

– Então, a resposta é não por causa disso, disso e disso.

Parece fácil, mas não é. Ao mesmo tempo que queremos que nossos filhos sejam questionares, também queremos confiem em nós.

Então, se um dia você for me perguntar alguma coisa e eu precisar te dizer não… a sua reação à minha resposta vai me confirmar se você confiava ou não em mim.

– Por que não?

– Porque não.

Anúncios

Autor:

Cantora e compositora. Esposa de Paulo Wesley Deggau, pastor e líder da Igreja Capela da Graça, em Londrina; e mãe de Luiza e David Franco Deggau.