Dose de Hoje: Dia 30 foi meu Dia 01

Ontem comecei minha maratona como corredora. Fiquei mais de um mês planejando o dia em que iria começar a correr novamente e investir na saúde depois de tanto tempo fazendo ginástica uma vez por semana. Afe! Ninguém merece! É muito descaso com a saúde que Deus me deu.

Porém, eu tinha um milhão de desculpas para não sair do lugar e ainda tenho, mas estou tentando viver um dia de cada vez sem criar nenhuma expectativa para o dia de amanhã. Vencendo um dia de cada vez! “…pois o amanhã se preocupará consigo mesmo. Basta a cada dia o seu próprio mal”. Mateus 6:34

Eu nunca fui uma atleta dedicada, mas já fiz academia há muitos anos atrás e percebi que eu fazia academia por causa do relacionamento que tinha com os professores. A professora de Body Balance era muito gente boa e a professora de Localizada era muito engraçada… então eu ia, fielmente, às aulas delas e já que estava lá, aproveitava para fazer um pouco de esteira também. Mas, depois de um tempo a academia começou a ficar muito cara pra mim e eu priorizei gastar o dinheiro com outra coisa, o que foi um erro.

O que aprendi depois de tanto tempo sonhando em melhorar minha saúde e minha disposição é que não adianta começar de uma vez e se empolgar. É preciso estar consciente de que sou a primeira pessoa que vai tentar boicotar tudo e colocar tudo a perder tão logo me sentir ameaçada a entrar na rotina. Eu sei disso e é por isso que, para mim, a pressão e a empolgação não funcionam mais. Aquela história de pagar um ano de academia adiantado é furada. O progresso precisa ser gradativo e lento para ser duradouro, como tudo nessa vida. É melhor começar devagar, com tarefas fáceis e se concentrar na freqüência para que se torne um hábito, do que começar fazendo todas as aulas da academia e no dia seguinte não conseguir andar.

Comecei ontem com apenas 14 minutos. Pode parecer pouco para muitos, mas para mim, é o suficiente porque é o meu recomeço e eu preciso celebrar cada dia de vitória. Andei 1 minuto, corri 1 e repeti 7 vezes, e ficou tudo confortável, sem esforço. Pretendo repetir a mesma coisa durante essa semana com uma pausa na quarta e outra no domingo para, gradativamente, conseguir correr 30 minutos sem parar e depois 1 hora. Esse é o meu objetivo. Por que? Porque, no que depender de mim, eu quero estar viva, bonita e saudável quando meus filhos completarem 15, 25, 45 anos… quando eu for avó e precisar de energia para cuidar dos meus netos, levá-los no parquinho e ter fôlego para brincar com eles… ah, como eu quero ser avó! Como eu quero viver bastante!

Enquanto isso, a mensagem que quero deixar para os meus filhos e àqueles que me rodeiam é que vale a pena estar vivo e vale a pena viver! Manter-nos vivos só depende de Deus. Cuidar bem da única vida que Ele nos deu para viver, só depende de cada um de nós.

Anúncios